15/11/2016

#Resenha 94, Pipocando, dos YouTubers Rolandinho e Bruno Bock.

Sinopse: Rolandinho e Bruno Bock compartilham, por meio do relato de suas histórias, os tropeços e acertos que levaram o Pipocando a alcançar marcas incríveis – 140 milhões de visualizações e mais de 1,7 milhão de inscritos, transformando-o no maior canal de cinema da América Latina – desde a criação dos primeiros projetos fracassados até o desafio de gerenciar e motivar uma equipe competente.
Recheado de segredos, experiências e histórias hilárias, este livro pretende mostrar que o sucesso vem, na maioria das vezes, para quem tem coragem e disposição de sobra – claro, se você tiver café, também ajuda.







13/11/2016

#Resenha 93, Pokémon Go: de treinador a mestre, do autor Emanuel Hallef.

SINOPSE: Os Pokémon invadiram o mundo que conhecemos! O sonho nutrido por fãs há 20 anos finalmente se tornou realidade. Agora é possível encontrar os monstrinhos de bolso em todos os lugares: na vizinhança, na escola, no trabalho e até no sofá de casa. Tudo isso graças ao aplicativo que causou uma nova febre mundial: Pokémon GO.

Este guia o auxiliará com diversas dicas de desempenho e ferramentas utilizadas por jogadores experientes no mundo todo, desde a instalação inicial até a empolgante jor-nada com a realidade aumentada. Você descobrirá a melhor forma de escolher o seu primeiro Pokémon, como encontrar o 4º Pokémon misterioso, as diferentes maneiras para se usar uma pokébola na hora da captura, como dobrar a eficácia de itens de captura de Pokémon, estratégias avançadas para defender academias de sua equipe de ataques rivais, entre muitos outros desafios. Tudo com a segurança que um treinador Pokémon necessita. 

Portanto, a partir de agora, você não precisa mais quebrar a cabeça tentando entender as mecânicas do jogo. Instale o aplicativo, pegue suas Pokébolas e "Gotta catch 'em all"!

#Resenha 92, Entropia, do autor Alexandre Marques Rodrigues.

Sinopse: Um ousado romance do mesmo autor de ''Parafilias''. Em ''Entropia'', Alexandre Marques Rodrigues mais uma vez mostra pleno domínio das técnicas narrativas: em um ousado romance, o autor se emaranha por toda a complexidade de seus personagens, em um enredo que se desconcentra na ideia, concretizada ou não, de viagem, de procura (ou será de fuga?) de si mesmo ou do corpo enterrado da mãe. Tudo cumprido, Alexandre Marques Rodrigues vai muito além. O jogo de identidades entre personagens – que perturba o leitor tanto quanto lhe impõe investigá-los, decifrá-los, mapeá-los, confirmá-los a cada página – é caso muito sério, ocasião em que a literatura capta o espírito dissolvido de um tempo sem que da engenharia do escritor se ouça o mais mínimo ruído.

DICAS LITERÁRIAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS