11/10/2016

#Resenha 88, Princesa - mais lágrimas para chorar, da autora Jean Sasson.

Sinopse: Uma história comovente sobre a luta das mulheres árabes pelos direitos humanos básicos
Princesa – Mais lágrimas para chorar é o retorno de Sultana, nobre saudita que se esconde atrás de um pseudônimo para relatar a condição precária das mulheres de seu país. Apesar de terem conquistando o acesso à educação e de estarem se integrando ao mercado de trabalho, as mulheres sauditas ainda são oprimidas por rigorosas instituições familiares, religiosas e sociais. Engajada na luta pela emancipação feminina, Sultana retrata, a partir de uma perspectiva privilegiada, os abusos físicos e psicológicos aos quais suas compatriotas ainda são submetidas diariamente. Além de comovente, esse livro é um manifesto em prol de direitos e igualdades para a mulher árabe.







#RESENHA


Para quem nunca leu algum livro sobre a história das mulheres do oriente médio, precisa conhecer as obras dessa autora Jean Sasson.
Princesa – mais lágrimas para chorar é o quarto livro de uma série escrita pela autora por meio de relatos de uma princesa saudita conhecida por seu pseudônimo Sultana.
Este livro que apesar de fazer parte dessa série é uma história independente, onde mais uma vez Sultana ousa e enfrenta as leis e costumes do seu país para nos contar sobre a vida das mulheres sauditas. Jean a autora, escreveu o livro de uma forma muito interessante. É possível você sentir o desespero, o sofrimento, e a vontade de lutar que Sultana possui.

"A maior riqueza de todas é a educação. Enquanto grandes fortunas podem ser perdidas, a educação não pode ser tirada, ou cancelada, ou anulada. A educação se multiplica como nenhum outro investimento, porque ela estimula uma fome que nunca se sacia".

A princesa hoje, avô de três lindos netos, relata vinte anos após seu primeiro livro, o horror e o sofrimento das mulheres em seu país. Como a própria princesa diz, nem mesmo os vários castelos luxuosos e a riqueza que possuí é suficiente para impedir que ela seja olhada como as outras mulheres.
Neste livro vocês irão conhecer um pouco mais sobre a vida da autora anônima como também de casos que ela relata, como de crianças que são estupradas pelos próprios pais, com a justificativa de que são donos delas. O livro está muito bem diagramado e organizado, possui até mesmo uma lista dos personagens da história.
Um livro que consegue captar por completo o dia a dia, a história, os sentimentos e sofrimento de mulheres que vivem subordinadas a uma lei que desrespeita totalmente os direitos humanos básicos.
Para quem leu os demais livros não pode deixar de ler este.

"Não me sinto nem um pouco melhor em saber que as mulheres sauditas não estão sozinhas com relação à angústia da desigualdade".

Só para vocês terem uma ideia, Sultana foi ameaçada pela família quando descobriram que era ela quem escrevia esses livros e enviava a Jean Sasson para publicar nos EUA. Mesmo sob ameaças da própria família essa mulher nunca desistiu de lutar pelos seus direitos, e nesse cenário do novo livro mais mulheres se juntam a sua causa e tentam de alguma forma mostrar a sociedade machistas do oriente que a mulheres possui valores inestimáveis.
Tenho esperanças que esse dia chegue logo!


Deixe o seu comentário!
Resenhado por Tony Ferr
Tony Ferr

Sou Tony Ferr e amo o que faço. Tenho 23 anos, ainda! Sou escritor apaixonado e blogueiro por vocação! Amo romances de época e contemporâneos, falando de amor está na minha estante! A música e a pintura também fazem parte de mim.

6 comentários:

  1. Eu acho extremamente interessante os livros e filmes com essa temática,mas também muito sofridos,a realidade dessas mulheres é excruciante e sub- humana,acho um absurdo,ainda nos dias de hoje,mulheres serem tratadas dessa forma. Mas fico feliz em saber que pelo menos uma delas conseguiu dar voz as outras e mostrar para o mundo tudo o que acontece com elas de forma rotineira. Não conhecia a série e claro vou atrás de todos eles.

    Ótima dica...

    bjsss

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tony
    Nossa, fico muito revoltado quando esse assunto é tocado. Por ser uma cultura diferente, todas as mulheres lá do Oriente Médio são tratas como objetos e isso me entristece muito,para você vê quanto o ser humano é um animal adaptável e contraditório. Pelos meus estudos na disciplina de Antropologia Cultural, sei que não devemos julgar a cultura do outro mas é tão difícil presenciar esse extremismo presente no dia-a-dia das mulheres do Oriente, é quase impossível não se revoltar, não ficar chocado. Fico somente desejando que o país readapte os seus costumes, que coloquem em cheque os seus valores culturais e reconheça o grande papel que a mulher tem sendo geradora da vida humana.
    Sultana faz mais do que certo compartilhar com o mundo essa realidade pois só assim quem sabe um dia esse contexto social da mulher mude. Para se mudar algo tem que primeiramente relatar pois se não não haverá discussão.
    Parabéns pela resenha, Tony! Fico muito feliz de ver resenhas de obras que trazem discussão para nossa vida, que nos tiram da nossa realidade para nos colocar no lugar do outro.
    Abraços

    https://peregrinodanoite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da Jean Sasson, mas acredito que tenho que me preparar primeiro antes da leitura. É muito triste saber que as mulheres do oriente médio não tem os direitos que deveriam ter, além de serem desvalorizadas. Gostei muito da sua indicação e acredito que seja uma leitura para refletir. Vou colocar na minha lista.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. É preciso ser bem forte psicologicamente pra conseguir ler um livro desses e não surtar de raiva.

    ResponderExcluir
  5. Lais Vanessa22/11/2016 13:22

    Meu Deus, esse livro parece ser muito bom, já até anotei o nome. Ótima resenha Tony, infelizmente a temática do livro é bem atual, e só nos resta a esperança de que um dia essa situação vá mudar.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Tony!
    Ainda não conhecia essa série, nem a autora, e já estou apaixonada. Essa temática e muito forte e nos faz refletir bastante. Eu sinto o coração apertado quando vejo relatos assim... É muito triste saber que tantas mulheres passam por isso.
    Gostei muito das quotes que vc separou, são lindas e já mostram a bagagem maravilhosa que o livro deve ter. Também estou encantada por essa capa!
    Ótima resenha! Já está na minha lista de desejados!
    Bjocas,

    www.umdiamelivro.com.br

    ResponderExcluir

DICAS LITERÁRIAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS