04/07/2016

#Resenha 82, A Jornada de Ruth, do autor Donald MacCaig.

Sinopse: 

Em São Domingos, colônia francesa consumida pelas chamas da revolução, um ataque cruel deixa um único sobrevivente uma linda garotinha negra. O capitão Augustin Fornier a encontra, leva-a para casa e fica satisfeito ao ver que sua esposa, Solange, se encanta imediatamente pela menina que decidiram chamar de Ruth. Ao fugirem da ilha, os Forniers levam a criança e começam uma vida nova na cidade americana de Savannah, e Ruth é para Solange companhia, ombro amigo e escrava. No auge da mocidade, Ruth experimenta o amor, o matrimônio e a maternidade assim como perdas e traumas indescritíveis. Quando Solange dá à luz uma filha, Ellen, é Ruth agora Mammy quem cria, educa e protege a criança, permanecendo a seu lado todo o tempo. Quando Ellen se casa com o irlandês Gerald OHara, leva Ruth a Tara, uma fazenda de algodão no interior da Geórgia, e a um novo capítulo de sua vida com uma nova geração de meninas OHara. Todos apreciam a hospitalidade de Tara especialmente os rapazes locais, quando a filha mais velha e rebelde de Ellen, Scarlett, cresce e se transforma em uma bela jovem.

#RESENHA


A jornada de Ruth é um livro que retrata a história de Mammy Ruth, personagem do Clássico “E O Vento Levou”, desde que ela foi encontrada em São Domingos por um casal francês em meio a uma rebelião de escravos por liberdade e as guerras napoleônicas.

Ao decorrer da jornada dessa personagem o livro vai introduzindo histórias adjacentes que se correlacionam entre si e o enfoque principal, ao mesmo tempo, que expõe todo o contexto histórico da época e seus efeitos sobre a vida dos personagens.

Um livro intrigante e imprevisível, uma história feita de momentos que acabam, de modo natural, correlacionando-se em uma teia de causa e efeito que torna a estrutura do livro complexa, de qualidade técnica e criativa. Tais requisitos tornam a obra uma ótima opção de leitura, pois ao proporcionar uma boa dose de entretenimento, também contribui para o enriquecimento histórico e, por vezes, cultural do contexto em que a história está inserida.

Espero que tenham gostado, apesar de ter sido curta, foi feita com carinho! Vale a pena ler a história, porém recomendo quem puder ler E o Vento Levou também, pois assim terá a visão completa de tudo, apesar de a Jornada de Ruth ser um livro independente. 

Resenhado por Renata
Tony Ferr

Sou Tony Ferr e amo o que faço. Tenho 23 anos, ainda! Sou escritor apaixonado e blogueiro por vocação! Amo romances de época e contemporâneos, falando de amor está na minha estante! A música e a pintura também fazem parte de mim.

2 comentários:

  1. Olá. Adorei a resenha. Parabéns
    Muito legal a história ser "baseada" nesse clássico.
    Abraços!
    umlivroabertoig.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie que Capa linda! Meu Deus, vou procurar para saber mais sobre o livro.
    Bjss, comenta por favor, ajudaria muito ^^ http://resenhasteen.blogspot.com.br/2016/07/a-procura-pelo-poeta.html

    ResponderExcluir

DICAS LITERÁRIAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS