07/12/2015

#Resenha 59 ARIANA, do autor Igor Gielow.


Título original: Ariana 
Autor: Igor Gielow
Editora: Record
ISBN: 978-85-01-10431-1
Ano: 2015
Páginas: 350
Classificação:
Gênero: Romance brasileiro
Onde comprar: SaraivaLivraria da Travessa Extra 


SINOPSE:
"Entre terroristas e espiões, ele busca descobrir o mistério por trás de um nome desconhecido Primeiro romance de Igor Gielow, Ariana é a história de Mark, um jornalista brasileiro, correspondente em Londres. Especialista em Oriente Médio e Sul da Ásia, ele é escalado para cobrir os conflitos políticos e religiosos no Paquistão. Lá conta com a ajuda de Waqar, intérprete paquistanês que se torna seu amigo. Em um atentado, Waqar acaba fatalmente ferido e seu último pedido é que Mark encontre Ariana. Para achar quem ou que é Ariana, o jornalista parte em uma busca pela região, dividida entre facções e grupos terroristas, e vai descobrir um mistério que poderá colocar sua vida em risco – ou render um grande furo de reportagem. Ariana é uma história envolvente de investigação e mistério, que mescla ficção a fatos históricos, como a morte da ex-primeira-ministra do Paquistão, Benazir Bhutto, em 2007. Com profundo conhecimento da história e da realidade do Oriente Médio, Gielow cria um enredo digno dos gigantes do gênero, como John Le Carré."

#RESENHA

Mark é um jornalista brasileiro, de múltiplas nacionalidades. Seu nome é norte-americano, sua descendência é alemã, trabalha para um jornal virtual britânico, e sua especialidade é o meio sócio-político do AfPak, a região do Afeganistão-Paquistão. 

Sua vida começa a mudar a partir do momento em que, situado em um hotel movimentado, tomando um chá com seu amigo e fixer Waqar, ocorre um atentado. O resultado de todos os destroços deixados pelas granadas é a morte de quase 30 paquistaneses, incluindo seu amigo Waqar. Contudo, antes de morrer, Mark depara-se com um pedido inesperado de Waqar, que o perturbaria por muito tempo: “Mark. Você precisa encontrar Ariana”.

Uma perna quebrada em vários pedaços, uma recuperação dolorosa e lenta e várias queimaduras pelo corpo fazem com que Mark esqueça o pedido de Waqar por um tempo. Porém, depois de seis meses, ele volta a relembrar as palavras do amigo. Quem é Ariana? Mark não conhecia Waqar muito bem, apesar de serem amigos há sete anos, porém sentia que devia algo aquele que viveu tanto tempo ao seu lado.

Ao se hospedar no lar de Waqar, Mark encontra uma caixa mal colocada embaixo da cama. No meio de dezenas de papeis, carteiras de credenciamento, formulários preenchidos, recortes de jornal, uma agenda telefônica gasta e várias fotos, há algo estranho em seu fundo. Um caderno rosado todo desbotado, sorretado entre tantas outras memórias, com vestígios de sangue e tinta borrada. No entanto, em letras escuras estavam nítidas as palavras: ARIANA.

Mark percebe que era sobre isso que Waqar queria que ele encontrasse e então inicia-se uma busca desenfreada por Ariana. Seria uma pessoa? Um codinome?

Um livro cheio de suspense, conspirações, drama, sarcasmo (o que eu adoro) e uma linguagem literária, Igor Gielow me fez pensar em ser uma Ariana para o mundo. Um sinônimo de liberdade.

Resenhado por Yses


Tony Ferr

Sou Tony Ferr e amo o que faço. Tenho 23 anos, ainda! Sou escritor apaixonado e blogueiro por vocação! Amo romances de época e contemporâneos, falando de amor está na minha estante! A música e a pintura também fazem parte de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DICAS LITERÁRIAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS