20/08/2015

Uma nova vida - Coluna Alves

Por Juliana Alves


     O despertador não tocou. O leite derramou. A torrada queimou. E uma dor sem tamanho latejava no fundo do peito. Não parecia ser um grande dia. Definitivamente, havia acordado pelo avesso. 
     Já passava das 8h. Precisava sair às pressas. Então correu. Na agonia, tropeçou. Caiu. Levantou. Correu novamente. Mas toda aquela pressa acabou perdendo o sentido. Não adiantou. O ônibus não esperou. Quando ela chegou, ele já havia partido.

     À sua frente, um banco frio de cimento. Tão vago e solitário quanto os próprios pensamentos. Nessa hora, a única coisa que podia fazer era parar. Sentar. Esperar. Deixar o tempo passar. Sem pressa. Sem medo.

     É verdade, viver tinha os seus segredos e, naquele dia - que ironia! Parecia que, muitos dos que permaneciam escondidos, saiam dos esconderijos para fazer revelações aos seus olhos e ouvidos. Não tinha grande escolha. Se sentou. Se aquietou. Foi obrigada a sossegar. Inevitavelmente, começou a chorar. Era um choro tímido - embora intenso. Carregado de sofrimentos, desilusão, arrependimentos, solidão... Ali, naquele momento, era como se passasse a enxergar, de verdade, a própria vida. Tão pesada. Mal vivida.

     Percebeu, então, como tinha sido covarde consigo mesma. E quanto tempo desperdiçou com pessoas e situações vazias, que nunca, com nada, foi capaz de preencher uma só lacuna de esperança sua.

     Enxugou as lágrimas. Se levantou do banco. Se ergueu de forma a impor um outro olhar para o horizonte. O que deixou de ser feito, já não lhe importava. Decidiu que, a partir daquele momento, sepultaria uma vida que , há tempos, havia morrido.

     Um outro ônibus chegava, enquanto ela se distanciava e seguia, caminhando estrada a fora para viver uma nova vida.

********************

     Pessoal, esse é o meu primeiro texto no Blog "Dicas Literárias". Espero que possam apreciá-lo. Na próxima sexta-feira, estarei novamente por aqui. Um beijão no coração de tod@s vocês e um excelente final de semana!!!

Tony Ferr

Sou Tony Ferr e amo o que faço. Tenho 23 anos, ainda! Sou escritor apaixonado e blogueiro por vocação! Amo romances de época e contemporâneos, falando de amor está na minha estante! A música e a pintura também fazem parte de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DICAS LITERÁRIAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS