01/08/2015

#Resenha 41, Neve na Primavera da autora Sarah Jio

Autor: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 335
Preços: Amazon  Extra

Sinopse

Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho. Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade. Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve. Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos, Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.

#RESENHA



"As coisas mais difíceis sempre se tornam as mais recompensadoras"

Neve na primavera é o segundo livro da escritora e jornalista Sarah Jio e ela me conquistou com esse romance. Gente eu não sou muito fâ de romances, mas esse livro mudou meu conceito em relação a esse gênero, a mistura de amor e mistérios do passado que vamos desvendando juntos a cada capítulo e vem à tona no futuro é super instigante.

A história apresenta a vida de duas personagens bem distintas no que diz respeito até ao tempo em que elas vivem. Primeiro temos Vera Ray que vive na Seattle – EUA do ano de 1933, três anos depois da crise econômica mundial, uma mãe solteira pobre que trabalha como camareira no chiquérrimo hotel Olympic, ela vive em um pequeno apartamento em cima de um bar com seu doce e lindo filho Daniel que tem 3 anos de idade, inicialmente não sabemos quem é o pai de Daniel, mas percebemos o grande amor que Vera ainda nutri por esse homem que conheceremos um pouco antes do meio do livro. Em contrapartida temos Claire Aldridge, uma grande jornalista que está com sua vida e seu casamento devastado devido a um acidente que ocorreu há um ano e acarretou em um grande problema que não posso contar, quero deixá-los ter o prazer de descobrirem sozinhos (kkkk). 
A grande sacada da história que liga essa duas personagens e todo o mundo que as rodeia é um fenômeno climático conhecido como “Inverno das amoras-pretas” que consiste numa grande nevasca em pleno final de primavera. Esse fenômeno ocorreu pela primeira vez que se tem conhecimento no ano de 1933, quando Vera Ray perde seu pequenino filho Daniel, a única pessoa que ela tinha no mundo e a única pela qual ela lutava para sobreviver; e se repetiu apenas na atualidade, cerca de 83 aos depois, e dessa vez Claire é intimada a escrever uma matéria sobre esse inverno repentino e acaba se deparando e se comovendo profundamente com essa história tão triste: a mãe perdendo o filho.

Sara Jio, através de capítulos alternados e super intensos, nos mostra toda a corrida de Vera em busca de Daniel no passado e toda a luta de Claire no presente para recuperar sua vida, seu casamento, seu motivo para viver e descobrir o que aconteceu com o pequeno Daniel, e o resultado dessa investigação jornalística será bombástico e reafirmará o quão surpreendente, irônico e justo o destino e o tempo podem ser. A diagramação do livro está muito boa, a leitura é bem fluida e realmente cada capítulo lhe prende e não deixa você soltar o livro, que por sinal é todo lindo: a capa é linda com essa cerejeira que eu amooo e bem gostosa de se pegar, essa textura eu realmente só vi nos livros da Editora Novo Conceito.

Enfim, se eu não parar de falar acabarei dando spoilers e eu não posso. Em suma, o livro apresenta um trama bem emocionante: relação mãe e filho, amor, amizades virando amor, amizades que nos ajudam muito (a Caroline e a Abby são maravilhosas), além do preconceito nojento em relação há poder econômico e o quão isso pode atuar fortemente em certas pessoas. É realmente maravilhoso e entrou para os meus favoritos.

Resenha feita por Gabriel 
Tony Ferr

Sou Tony Ferr e amo o que faço. Tenho 23 anos, ainda! Sou escritor apaixonado e blogueiro por vocação! Amo romances de época e contemporâneos, falando de amor está na minha estante! A música e a pintura também fazem parte de mim.

12 comentários:

  1. Heey!
    Assim como você, eu não sou muito fã de romances, mas pelo visto esse livro é muito bom, com certeza vai entrar para a minha lista de livros para comprar haha.
    Abraços!!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza você irá se surpreender. Boa leitura!

      Excluir
  2. Nossa, que história envolvente.Entrou para a minha lista de desejados. Ótima resenha. Me fez querer ler o mais rápido possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PARA TUDO e vai ler agora kkkkk Você não irá se arrepender! Excelente leitura!

      Excluir
  3. Como sou viciada em romances ,qualquer livro do gênero já chama minha atenção e este livro despertou meu interesse ,entrará para minha lista
    bjos

    ResponderExcluir
  4. NC arrasando como sempre! Estou de olho em um livro da editora que quero ler tipo para ontem! kkkk
    Bjs, www.resenhasteen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Confesso que, pela capa, julguei que o livro seria uma obra de romance bem meloso, mas a premissa e a resenha me animaram para ler. Estava de olho em um livro de mistério para ler e com certeza vai ser esse.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, boa noite!

    Achei a premissa muito atrativa e sua resenha cativante, me deixou curiosa sobre o que de fato aconteceu com o menino e com vontade de conhecer o desfecho dessa história. Estou mesmo curiosa.

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    O livro não me conquistou de primeira, mas você conseguiu me convencer. Fiquei bastante animada para ler, principalmente quando elogiou as personagens e elogiou a escrita da autora. Quero para ontem! Gostei da capa :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oii, tudo bem?
    Eu gostei muito da premissa do livro, normalmente não é um livro que eu leria mas a historia parece ser muito envolvente, então estou bem curiosa.

    ResponderExcluir
  9. Oi Gabriel, tudo bem
    Eu já conhecia esse livro e estava na expectativa. Nunca li nenhum livro da autora.Eu acho que ninguém consegue imaginar a dor dessa mãe ao perder seu filho. Pelo o que contou deve ser uma história linda, já sei que vou chorar!!!!! Sua resenha ficou ótima, dá para sentir o quanto a história te emocionou.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Gabriel,
    Eu li recentemente esse livro e tenho até uma resenha pronta para ser postada no meu blog. No início eu fiquei meio que com o pé atrás, pois normalmente nao leio ou nao costumo ler livros assim, mas infelizmente fui pego de jeito pela narração da Sarah Jio, que conseguiu me prender. Achei o livro muito bom, sem ser meloso, tudo na medida certa. A única palavra que posso encaixar na descrição é: Emocionante.
    um abraço,

    Antonio Henrique Fernandes
    www.navioerrante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

DICAS LITERÁRIAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS