16/05/2014

Literatura de horror x literatura de terror?

Trago mais uma vez à tona, um gênero que é usado por muitos como sendo a mesma coisa. Embora as bibliotecas, livrarias, críticos e muitos leitores achem que o gênero de horror é apenas outro nome para o gênero terror, e misturam os livros nas mesmas seções e prateleiras, estão todos enganados. 

No mundo literário a diversidade de gêneros e subgêneros é imensa, alguns são mais comuns do que outros, como exemplo: romance, ficção científica, fantasia e terror, outros pouco se houve falar, como é caso do horror. Para quem pesquisa sobre isso, sabe que há uma infinidade de gêneros literários, alguns classificados como subgênero, mas a lista não é pequena. Alguns gêneros literários possuem características próprias, como a ficção científica, que lida principalmente com o impacto da ciência, tanto verdadeira ou imaginária sobre a sociedade, ou no próprio indivíduo. Ou a fantasia, que usa a magia e outras formas sobrenaturais como elemento principal do enredo. Percebe como cada gênero possui uma característica própria? São distintos?
Mas qual seria a diferença entre a literatura de horror e a literatura de terror?



A literatura de horror, primeiramente era chamada de romance gótico, e a principal diferença entre ela e o terror é que ela é uma resposta a realidade física horripilante, que causa perturbação psicológica, como por exemplo: um assassinato ou tortura. Criando uma atmosfera de suspense onde não tem nenhuma semelhança com o sobrenatural. Você deve está voando e se perguntando: não consigo lembrar de nenhum autor que escreva isso! Pois eu vou lhe lembrar, alguns escritores como Edgar Allan Poe, Stephen King, Bram Stoker, Anne Rice são mestres nesse gênero. No Brasil temos exemplo o André Vianco e Rochett Tavares.

Então a literatura de terror seria basicamente algo levado para o lado sombrio, macabro, sobrenatural? Sim, seria isso mesmo, acertou na mosca. Você percebe que a maioria de livros de terror, que eu particularmente não leio, tem algo que nos assusta? 
Mas como você está sabendo diferenciar isso? Nada que o querido pai Google não nós dê. Tudo que falei, consta em vários sites pela internet, o problema é que qual é o leitor, que irá pesquisar sobre as características de cada gênero para depois ler? Ninguém. Eu creio que a mistura feita nestes dois gêneros, tenha acontecido por motivo do número imenso de filmes e livros de terror que surgem a cada ano e com isso acabaram oprimindo a literatura de horror. Mas ainda resta resquícios dela em muitos livros, pode procurar que você irá encontrar.


Então quando você ler um livro, que lhe cause aquele arrepio, ou estremeça seu corpo, é horror, mas quando você sentir medo de sair correndo, e se trancar dentro de um guarda-roupa, e achar que até mesmo o escuro olha para você, isso é terror.

Até a próxima semana 
Abraços, Tony Ferr.
Tony Ferr

Sou Tony Ferr e amo o que faço. Tenho 23 anos, ainda! Sou escritor apaixonado e blogueiro por vocação! Amo romances de época e contemporâneos, falando de amor está na minha estante! A música e a pintura também fazem parte de mim.

4 comentários:

  1. UAL! Nunca mais NUNCA mesmo saberia diferenciar esses dois gêneros rsrsrs Tony adorei seu texto informativo e Muito obrigada por ensinar a diferenciar :) Agora vou tomar cuidado em falar que Terror e Horror são as mesmas coisas kkkkk
    Beijossss
    http://fomevontadeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. kkkk deve ser por isso que várias vezes li livros considerados de "terror" e não tive medo nenhum, como no caso dos contos de Poe. Uma das melhores histórias de horror que eu conheço é "O Homem da Areia", de Hoffmann.

    ResponderExcluir

DICAS LITERÁRIAS | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS